Home » Arquivos da Categoria "Sem Categoria" (Page 4)

TERAPIA COM ESSÊNCIAS FLORAIS: CUIDADOS GERAIS, CONSERVAÇÃO E USO DA SOLUÇÃO

TERAPIA COM ESSÊNCIAS FLORAIS: CUIDADOS GERIAS; CONSERVAÇÃO E USO DA SOLUÇÃO
por Rosangela Vecchi Bittar

CUIDADOS GERAIS DE MANIPULAÇÃO PARA FARMÁCIAS E TERAPEUTAS QUE MANIPULAM:
– Preocupar-se com a higiene e padrão energético do local da manipulação e de quem está manipulando as tinturas (TINTURA-MÃE).
– Vidro de tintura muito tempo parado sem uso frequente, ficam com suas moléculas estagnadas (exemplo por períodos superiores a 1 ano). Precisam ter suas moléculas dinamizadas para retornarem ao padrão original ou se a pessoa que está manipulando for reikiano podem fazer uso na dinamização através do uso do padrão energético do símbolo sho-ku-rei.

Se for o terapeuta a manipular o que é maravilhoso e altamente recomendado, este deve mentalizar na necessidade da pessoa tratada e em sua cura.

São princípios energéticos universais e hoje reconhecidos como física quântica.

PARA O USUÁRIO procurar um local de confiança para a manipulação do seu remédio floral.

QUANTO A CONSERVAÇÃO E USO DA SOLUÇÃO PARA O USUÁRIO APÓS A AQUISIÇÃO DE SUA FÓRMULA:

1- Sobre a forma de guardar seu vidro de floral,.
Guarde longe: Longe do calor do sol, de cheiros fortes (perfume, comida, incenso, cânfora, etc) e de aparelhos elétricos e de celular.

2- Sobre a forma de tomar as essências florais:Tenha cuidado ao colocar as gotas na boca, de preferência embaixo da língua, para que o conta-gotas não toque na saliva ou em partes da boca. Este cuidado garante a integridade da solução até ao final do conteúdo do liquido dentro do prazo de validade. A dosagem padrão é de 04 gotas quatro vezes ao dia ou 4 gotas 6 vezes ao dia ou de acordo com a proposição do Sistema Floral ou do Terapeuta.

Tome a primeira dose em jejum ao amanhecer e a ultima ao deitar deixando um intervalo de 20 minutos entre a tomada do floral e as refeições ou do uso de outros alimentos, medicamentos e de pasta de dente.As demais tomadas serão durante o dia em horário regular na medida do possível. OBS: Seu terapeuta vai lhe dizer se houver outra indicação de uso.
Casos graves pode ser tomado de 15 em 15 minutos ou de hora em hora.

Devolva seu vidro de floral em cada consulta mensal. Ele pode ser reciclado.

Continue lendo este post

A constituição humana dos tridoshas, recomendações alimentares.

Rosangela Vecchi Bittar

Os terapeutas ayurvedistas descrevem com precisão a maneira a qual o diagnóstico dos três humores os quais em muitos casos se mesclam , os quais cujas informações seguem abaixo:

Vata(vento)Constituição física: magro
Pele: seca, áspera, morena.
Apetite: variável
Palador: doce, azedo, salgado.
Sede: variável
Fezes: geralmente secas, duras, constipação
Espírito; incansável, ativo
Temperamento emocional: imprevisível, sensação de vazio, medo.

Alimento recomendados: gengibre, canela, tomilho, alecrim, manjericão, funcho, alho, leite de vaca, manteiga crua e clarificada, sucos de frutas sem gelo, bebidas quentes, frango e aves em geral, pepino, romã, trigo, maçã, milho, batata, figo, mamão, nozes.

Desaconselhados: lentilhas, álcool, sabores picantes, alimentos crus.
Orgãos de choque: parte superior do tronco, pulmões, aparelho respiratório.

Pitta (billis)Constituição física: médio
Pele: oleosa, suave.
Apetite: bom as vezes excessivo.
Palador: doce, amargo, adstringente.
Sede: excessiva
Fezes: moles, oleosas
Espírito: agressivo, inteligente.
Temperamento emocional: irritável, ciúmes.

Alimento recomendados: manteiga apurada, chá preto, banana, cenoura, rabanete, marmelada rosa, limão, manga, gengibre, leite, trigo, romã, arroz, ervilha, maçã, pepino, melão, couve-flor, tâmaras, coco, abacaxi.

Desaconselhados: cebola, berinjela, iogurte, canela, mostarda, cominho, alho.
Orgãos de choque: parte superior do abdomem estomago, fígado, pâncreas, baço.

Kapha (fleuma)
Constituição física: forte
Pele: pálida, espessa, oleosa.
Apetite: regular, come lentamente.
Paladar: picante, amargo, adstringente.
Sede: fraca
Fezes: espessa, gordurosas, pesadas.
Espírito: lento, calmo.
Temperamento emocional: possessividade, apegado.

Alimento recomendados: mel, alho, trigo, peixe, espinafre, mostarda, pimenta, mamão, tomate, água fervida, chá, carne de carneiro, sal, canela, alho, gengibre, manjericão, funcho, sene, legumes cozidos.

Desaconselhados: excesso de alimentos crus, banana, amêndoas, água fria, leite, cenoura, batatas, laticínios, açucares, óleos.

Orgãos de choque: parte inferior do abdomem instestino

Fonte; EDDE, Gerard, Medicina Ayurvédica, Editora Livros que Constroem, 4.edição SP.

Rosangela Vecchi Bittar

É especialista em Terapia com Essências Florais pela UFPE, Habilitada por Neide Margonari criadora do Sistema Floral de SGM para ministrar cursos Mestre em Reiki Usui, Aromaterapeuta, Professora, Pesquisadora com trabalhos sobre o uso da terapia floral em anais de Congressos; Palestrante convidada em vários eventos; Coordenadora de Práticas Complementares da Associação Brasileira de Alzheimer Reg. Pernambuco, Terapeuta Floral Voluntária com Pesquisa com Humanos do setor de Oncologia do Hospital das Clínicas da UFPE. Escritora com livros publicados como ebook e pela editora Laços de S.Paulo, maiores informações acessem meus blogs: http://terapiafloralqualidadedevida.blogspot.com/
Contato: email rosangela.bittar@globo.com
(81) 8843-0584 oi e (81) 8130-5882 Vivo

Atendimento Consultório em Boa Viagem
Projeto Social Colorindo Vidas Instituto Cristina Tavares de Apoio ao Adulto com Câncer
Voluntária da Associação Brasileira de Alzheimer Reg. Pernambuco Coordenadora da Comissão de Práticas Complementares a Saúde desde 2008.
Livros publicados e cursos disponíveis neste site

Continue lendo este post

O Estomago e as Essências Florais

O Estômago e as Essências Florais

É um alargamento do tubo digestivo, formando uma espécie de bolsa, onde ocorrem transformações químicas nos alimentos. Comunica-se com o esôfago através de uma região chamada cárdia. É ela que permite a passagem dos alimentos do esôfago para o estômago. A região recebe esse nome por estar localizada próxima ao coração. Já a comunicação do estômago com o intestino ocorre através de uma região denominada piloro.

O estômago possui glândulas que produzem o suco gástrico, que é um líquido formado por substâncias importantes para a digestão. As glândulas também produzem o ácido clorídrico, que facilita a ação dessas substâncias.

Internamente, o estômago é revestido por uma mucosa, que é uma membrana capaz de produzir uma substância chamada muco. O muco serve para proteger as paredes do estômago contra a ação do ácido clorídrico. Quando essa proteção não é perfeita, por falta de muco ou pelo excesso de ácido, este ataca as paredes do estômago, provocando o aparecimento de uma espécie de ferida, chamada úlcera gástrica.

Gastrite é o nome que se dá à inflamação do estômago. Pode ser causada por alimentos cáusticos (como pimenta), álcool, medicamentos irritantes, mastigação insuficiente, etc.

A nível emocional o estomago sofre bastante pois é órgão de choque para muitos, onde localiza-ses o chacra do plexo solar. Aqui se digere as emoções decorrentes de nosso viver cotidiano, muitos sentem borborismos, frio, mal estar…mas são desconfortos emocionais e espirituais.

Este chakra está vinculado ao emocional e à habilidade que a pessoa desenvolve para lidar com os conflitos. Está associado à questão do poder pessoal do indivíduo, à sensação de controle sobre a própria vida, ao modo como ele vê a si mesmo em relação aos outros e como estabelece seus relacionamentos. Os conflitos básicos deste chakra se expressarão como uma identificação com o poder e a dominação, ou com a rendição ao poder dos outros (submissão), quando o desejável seria a combinação entre o próprio poder e o poder do outro em atitudes de cooperação.

A nível físico: o chacra do plexo solar controla o sistema nervoso autônomo, estômago, vesícula, intestino grosso, fígado, pâncreas. Também todo o sistema digestivo e do sistema muscular são regidas por este chakra.Problemas com o sistema digestivo, diabetes, artrite e hipoglicemia são algumas doenças e problemas físicos relacionados ao desequilíbrio deste chakra.Emoções de fogo ou emoções primárias são controlados por este chakra.

Assim, emoções como raiva, zelo, confiança, coragem e frustração. Também sentimentos calorosos, como alegria e espontaneidade são controlados por manipura.A função mais importante deste chakra é expor sentimentos de coragem, de motivação, força e felicidade. A bateria prana ou interna do corpo quando totalmente carregada libera energia para impulsionar tais emoções aumentando o nível de confiança e coragem para cumprir seus sonhos. Manipura é a chave para que se possa tomar decisões, as ações corretas e enfrentar a vida. Manipura , que significa “cidade ou jóias” ou também comumente considerada como o diamante, é o centro de energia para sentimentos de sensibilidade e poder. Quando o chakra está em equilíbrio, você se sente confiante, zeloso, calmo, alegre, respeitoso.

Plexo Solar é um chakra intermediário e tem um papel determinante na saúde do indivíduo. Ele é uma área de passagem entre os fluxos energéticos da parte inferior e superior do corpo, sendo necessária uma abertura e um funcionamento equilibrado neste chakra para possibilitar que esta troca aconteça, promovendo uma integração no organismo humano.

Espiritualmente é um local de conecção mas também de vampirismo de entidade negativas, pessoas que tentam via este local sugar as forças da pessoa vampirizada.

No nível energético, o chakra do Plexo Solar está ligado ao elemento fogo e à transmutação. Esta é a função primordial deste chakra. Transmutação é um processo fundamental quando se trabalha com energia. Quando o Plexo Solar equilibra seu movimento energético e se abre, é possível criar novos caminhos internos, com novos pensamentos, sentimentos e atitudes. Criar liberdade. Ao expandir, este chakra pode manifestar a qualidade construtiva inerente do emocional que é a capacidade de se vincular e amar. É neste movimento de expansão que o chakra do Plexo Solar pode funcionar no pleno potencial dele e transferir energia para o chakra Cardíaco iniciando o processo de transformação e desenvolvimento espiritual da pessoa.

Que essências florais podem ajudar ao estomago e ao chacra equivalente aqui mencionado: plexo solar?
Lembrem que cada essência floral ou no caso da Pacific essence existem os elixires marinhos, tem sua especificidade no emocional, mental, espiritual além da aplicação física para o local da região abdominal.
As essências abaixo são concernentes a concessão de segurança, tolerância, limpeza, acolhimento, nutrição, alegria, calma, proteção, agitação, depressão, paciência, coragem, para acessar o poder pessoal de cada um através da tranquilidade de ser sendo apenas quem se é.

Da Pacific Essence:sea palm, silver birch, urchin, grape hyacinth, grass widow, narcissus, red huckleberry, windflower,wallflower, sponge, sea lettuce.

Da Califórnia:chamomile, manzanita, calendula, borage, golden yarrow, yarrow, sticky monkeyflower, zinnia, garlic, milkweed, chamomile, e outras

Bach: mimulus, rock rose, wild oat, wild rose, agrimony rock water, cerato, chicory.

S.Germain: algogão, allium, aloe, ameixa, flor branca, lírio da paz, alchachofra, boa deusa, goiaba, grevilea, leucantha, piper são alguns exemplos.

Continue lendo este post

A GLANDULA PINEAL E A SEROTONINA – Vamos Estimular?

por Rosangela V.Bittar

A GLÂNDULA PINEAL

Também chamada de corpo pineal ou epífise, é uma glândula cônica e achatada, localizada
acima do teto do diencéfalo, ao qual se une por um pedúnculo. No homem adulto, mede
aproximadamente 5 por 8 mm. A glândula pineal fica localizada no centro do cérebro, sendo
conectada com os olhos através de nervos.
As pesquisas recentes sobre as funções da glândula pineal e de seu principal produto, o
hormônio melatonina, despertaram um grande interesse público nesta última década em
função da descoberta do papel da melatonina na regulação do sono e do ritmo biológico (ritmo
circadiano) em humanos.

A MELATONINA E O RITMO CIRCADIANO
A melatonina é uma substância natural semelhante a um hormônio e é produzida na
glândula pineal. A produção de melatonina pela glândula pineal é cíclica, obedecendo um
ritmo diário de luz e escuridão, chamado ritmo circadiano. Nos seres humanos, a produção de
melatonina ocorre durante a noite, com quantidades máximas entre 2 e 3 horas da manhã, e
mínimas ao amanhecer do dia. Tanto a luz como a escuridão transmitem o sinal dos olhos para a glândula pineal,determinando a hora de iniciar e parar a síntese da melatonina.
A produção noturna de melatonina levou à rápida descoberta do seu papel como indutor do
sono em humanos, e como restauradora dos distúrbios decorrentes de mudanças de fuso horário (jet-lag).

A MELATONINA E A REGULAÇÃO DO SONO

Além da regulação do sono, a melatonina controla o ritmo de vários outros processos
fisiológicos durante a noite: a digestão torna-se mais lenta, a temperatura corporal cai, o
ritmo cardíaco e a pressão sangüínea diminuem e o sistema imunológico é estimulado.
Costuma-se dizer, por isso, que a melatonina é a molécula chave que controla o relógio
biológico dos animais e humanos. Do ponto de vista experimental, a melatonina modifica a imunidade, a resposta ao estresse e algumas características do processo de envelhecimento. No contexto clínico, tem sido utilizada nos distúrbios do ritmo biológico, alterações relacionadas ao sono e o câncer. Ela possui vários e significativos efeitos biológicos.

A MELATONINA E SEUS EFEITOS NO EQUILÍBRIO DO ORGANISMO

Os pesquisadores estudaram os efeitos anti-câncer da melatonina, que parece funcionar em
conjunto com a vitamina B6 e o Zinco, opondo-se à degradação do sistema imunológicoproporcionada pelo envelhecimento. A melatonina também pareceu promissora no tratamento de problemas femininos, como aosteoporose, a síndrome pré-menstrual, e até mesmo o controle da natalidade. Por se tratar de um dos principais hormônios anti-estresse, participa ainda das funções adaptativas e estimulantes. Portanto, a melatonina estabiliza e sincroniza a atividade elétrica do sistema nervoso central. Muitos defendem que a pineal, atuando não apenas através da melatonina, é uma “estrutura tranqüilizadora que suporta o equilíbrio do organismo”, agindo como um órgão sincronizador, estabilizador e moderador. Isso sugere que a melatonina pode ter muitas aplicações em condições onde é importante estabilizar e harmonizar a atividade cerebral.
Um dado importante é o fato de que a glândula pineal afeta diretamente as outras glândulas
por meio de suas secreções.

Fonte: (Arendt J.,1995. In Melatonin and the Mammalian Pineal Gland
Chapman & Hall, London, pp. 4.)

COMO ESTIMULAR A PINEAL DE FORMA NATURAL?

1 – MASSAGEIE COM OS DEDOS O LOCAL CORRESPONDENTE NO COURO CABELUDO A ESTA GLÂNDULA.

2 – EXEMPLOS DE ESSÊNCIAS FLORAIS …QUE ATUAM NESTA GLÂNDULA = QUE ESTIMULAM A PINEAL
SISTEMA PACIFIC ESSENCE PRINCIPALMENTE: DOLPHIN, EASTER LILY, VANILLA LEAF, WHALE.
SISTEMA DA CALIFÓRNIA: PRINCIPALMENTE LOTUS, ANGELICA, QUEENS ANNES LACE.
SISTEMA SAINT GERMAIN: PRINCIPALMENTE CORONARIUM E ABRICÓ
SITEMA BACH: PRINCIPALMENTE MUSTARD, SWEET CHESTNUT,GORSE.
SISTEMA MINAS: PASSIFLORA, EMILIA, ALELUIA, HELIOTROPIUM.
3 – A SESSÃO DE REIKI TAMBÉM ESTIMULA A PINEAL

4 – O ÓLEO ESSENCIAL DE LAVANDA TAMBÉM É OUTRA OPÇÃO QUANDO COLOCADO NO CHACRA DA COROA E NA FRONTE
OU O ÓLEO DE OLÍBANO OU MIRRA.

imagesCAXT7KQW
MEUS LIVROS ESTÃO A SUA DISPOSIÇÃO NA LOJA DESTE SITE.

Continue lendo este post

A Terapia Floral para o Bom Sono

A Terapia Floral para o Bom Sono
Rosangela Vecchi Bittar

sonodormirr

Na imagem acima vemos alguns efeitos colaterais para aquele que tem problemas de sono, no entanto, na Terapia Floral trabalhamos com a causa do distúrbio as consequências acima que são somatizações são informações das quais partimos na anamnese avaliativa para atuarmos nas causas assim objetivando a real cura do problema. No entanto o Mundo Moderno com suas exigências e problemas ocorridos em nossa vida cotidiana que é dinâmica tem vários condicionantes e extensores que diminuem nossa qualidade de vida onde o sono é um dos itens super importantes.
O estresse diário, depressão, pânico, problemas familiares, luto, perdas diversas, conflitos, preocupação com a sobrevivência, preocupação com entes queridos, crises existenciais, mágoa etc…fazem com que nosso mental dispare é muito complexo…

533086_342353225882431_1160000809_n533086_342353225882431_1160000809_nimagesCAXT7KQW

As essências florais podem ajudar muito aquelas pessoas que tem problemas para dormir. É indicada para os agitados, estressados, medrosos, ou com o mental acelerado…Existem várias opções de Sistemas Florais para tanto…

Vou citar algumas opções de fórmulas genéricas SEM contemplar as especificidades individuais ou pessoais.

Sistema Saint Germain: Cidreira, Anis, Carrapichão, Flor Branca, Canela, Dulcis, Patiens.

Sistema da Califórnia: Saint John Wort, Angélica, Garlic, California Valerian ou Chamomile

Sistema Minas: Phyllanthus, Momordica, Passiflora, Impatiens.
Fito-floral de Minas: Serenium.

Sistema Bach: White Chestnut, Walnut, Star of Bethlehem, Impatiens ou Rescue Remedy acrescido de White Chestnut.

Minha recomendação quanto a ingestão: 4 gotas 4 vezes ao dia ou 4 gotas 6 vezes ao dia depende do caso, se for grave use a segunda opção, deixando um maior número de tomadas da tarde para a noite de acordo com sua possibilidade pessoal.

Você também pode fazer uso do óleo essencial 100% puro de lavanda usando-o na fronte, no meio do tórax entre os seios e no alto da cabeça para ajudar a desacelerar.Temos disponível para venda vidros de 10ml a R$ 30,00 mais tx. envio pelo correio.

Contato: rosangela.bittar@globo.com
Especialista em Terapia c/Essências Florais pela Federal
de Pernambuco – UFPE – Pesquisadora – Escritora – Professora convidada da Pro-extensão da UFPE para Formação em Terapia Floral e Reiki – Palestrante – Reiki Master – Aromaterapeuta – Mestra Facilitadora Autorizada do Sistema Floral de Saint Germain desde 2012.

Trabalho Social Atendimento como Voluntário Gratuito destinado a pessoa com câncer ou que teve câncer e a seus familiares no ICT Instituto Cristina Tavares de Apoio ao Adulto com Câncer endereço: Av. João de Barros, 366 Bairro: Boa Vista Recife PE. Projeto Social Colorindo Vidas Marcar pelo telefone do ICT: (81)3222-7936

Voluntária da Associação Brasileira de Alzheimer ABRAz Coordenadora da Comissão de Práticas Complementares a Saúde Regional Pernambuco.

Agendamento de consultas particulares pelo telefone (81) 8843-0584
Endereço Consultório: Rua Padre Bernardino Pessoa, 633 Boa Viagem Recife.
Consultas via email serão pagas.

Venda de livros neste site.
“Os Benefícios das Essências Florais de Bach no Alzheimer”
“Uso Prático da Terapia Floral na Obesidade”
“Aromaterapia na Vida Diária – para viver melhor” Confira!

Veja a agenda de cursos!
Nosso blog principal: http://terapiafloralqualidadedevida.blogspot.com/

Continue lendo este post

CONCEITOS BÁSICOS DE FITOTERAPIA

CONCEITOS BÁSICOS EM FITOTERAPIA

por Rosangela Vecchi Bittar

fitoterapia-1

• ADJUVANTE: Substância de origem natural ou sintética adicionada ao medicamento com a finalidade de prevenir alterações, corrigir e/ou melhorar as características organolépticas, biofarmacotécnicas e tecnológicas do medicamento.

• BALSÂMICO: Agente que combate a inflamação das mucosas respiratórias.

• BÉQUICO: Substância que combate a tosse.

• CARMINATIVO: Agente que favorece e provoca a expulsão de gases intestinal.

• CATÁRTICO: Purgante mais enérgico que o laxante e menos drástico.

• COLAGOGA: Agente Substância que provoca e favorece a expulsão da bílis.

• COLERÉTICA: Agente Substância que aumenta a produção de bílis.

• DERIVADO DE DROGA VEGETAL: Produtos de extração da matéria prima vegetal: extrato, tintura, óleo, cera, exsudato, suco, e outros.

• DIAFORÉTICO: Agente Que provoca ou favorece a sudorese.

• DROGA VEGETAL: Planta ou suas partes, após processos de coleta, estabilização e secagem, podendo ser íntegra, rasurada, triturada ou pulverizada.

• EMENAGOGA: Agente Que restabelece o fluxo menstrual.

• EMOLIENTE: Agente Medicamento que alivia as dores de uma superfície interna e irritada

• ESTOMÁQUICO: Agente que estimula a atividade secretora do estômago.

• ETNOFARMACOLOGIA: Disciplina que estuda como as populações tradicionais interagem com as plantas e como as usa no tratamento de suas doenças.

• FÓRMULA FITOTERÁPICA: Relação quantitativa de todos os componentes de um medicamento fitoterápico.

• FÓRMULA MESTRA OU FÓRMULA PADRÃO: Documento ou grupo de documentos que especificam as matérias-primas e os materiais de embalagem com as suas quantidades, juntamente com a descrição dos procedimentos e precauções necessárias para a produção de determinada quantidade de produto terminado. Além disso, fornece instruções sobre o processamento, inclusive sobre os controles em processo.

• FITOFÁRMACO: Medicamento feito a partir de substância de origem vegetal, porém de forma isolada.

• FITOTERÁPICO: Medicamento obtido empregando-se exclusivamente matérias-primas ativas vegetais. É caracterizado pelo conhecimento da eficácia e dos riscos de seu uso, assim como pela reprodutibilidade e constância de sua qualidade. Sua eficácia e segurança é validada através de levantamentos etnofarmacológicos de utilização, documentações tecnocientíficas em publicações ou ensaios clínicos fase 3. Não se considera medicamento fitoterápico aquele que, na sua composição, inclua substâncias ativas isoladas, de qualquer origem, nem as associações destas com extratos vegetais.

• MARCADOR: Componente ou classe de compostos químicos (ex: alcalóides, flavonóides, ácidos graxos, etc.) presente na matéria-prima vegetal, idealmente o próprio princípio ativo, e preferencialmente que tenha correlação com o efeito terapêutico, que é utilizado como referência no controle de qualidade da matéria-prima vegetal e dos medicamentos fitoterápicos.

• MATÉRIA PRIMA VEGETAL: Planta medicinal fresca, droga vegetal ou derivados de droga vegetal.

• MEDICAMENTO: Produto farmacêutico, tecnicamente obtido ou elaborado, com finalidade profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnósticos.

• NOMENCLATURA BOTÂNICA OFICIAL COMPLETA: Gênero, espécie, variedade, autor do binômio, família Nomenclatura botânica oficial: Gênero, espécie e autor.

• NOMENCLATURA BOTÂNICA: Gênero e espécie.

• PRINCÍPIO ATIVO DE MEDICAMENTO FITOTERÁPICO: Substância, ou classes químicas (ex: alcalóides, flavonóides, ácidos graxos, etc.), quimicamente caracterizada, cuja ação farmacológica é conhecida e responsável, total ou parcialmente, pelos efeitos terapêuticos do medicamento fitoterápico.

• MEDICAMENTO FITOTERÁPICO: Medicamento farmacêutico obtido por processos tecnologicamente adequados, empregando-se exclusivamente matérias-primas vegetais, com finalidade profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnóstico. É caracterizado pelo conhecimento da eficácia e dos riscos de seu uso, assim como pela reprodutibilidade e constância de sua qualidade. Não se considera medicamento fitoterápico aquele que, na sua composição, inclua substâncias ativas isoladas, de qualquer origem, nem as associações destas com extratos vegetais.

• MEDICAMENTO FITOTERÁPICO NOVO: Aquele cuja eficácia, segurança e qualidade, sejam comprovadas cientificamente junto ao órgão federal competente, por ocasião do registro, podendo servir de referência para o registro de similares.

• MEDICAMENTO FITOTERÁPICO TRADICIONAL: Aquele elaborado a partir de planta medicinal de uso alicerçado na tradição popular, sem evidências, conhecidas ou informadas, de risco à saúde do usuário, cuja eficácia é validada através de levantamentos etnofarmacológicos e de utilização, documentações tecno-científicas ou publicações indexadas.

• MEDICAMENTO FITOTERÁPICO SIMILAR: Aquele que contém as mesmas matérias-primas vegetais, na mesma concentração de princípio ativo ou marcadores, utilizando a mesma via de administração, forma farmacêutica, posologia e indicação terapêutica de um medicamento fitoterápico considerado como referência.

• PEITORAL: Agente que cura doenças do aparelho respiratório.

• PLANTA MEDICINAL — Espécie vegetal designada pelo seu nome científico e/ou popular utilizada com finalidades terapêuticas.

• PRINCÍPIO ATIVO: Substância, ou grupo delas, quimicamente caracterizada, cuja ação farmacológica é conhecida e responsável, total ou parcialmente, pelos efeitos terapêuticos do medicamento fitoterápico.

• PRODUTO NATURAL: É toda substância encontrada na natureza (vegetal, mineral ou animal) de origem orgânica ou inorgânica, que pode ser utilizada diretamente ou processada pelo homem.

• REVULSIVO: Agente que provoca aumento do fluxo sanguíneo.

• RUBEFACIENTE: Agente que provoca vermelhidão.

• VULNERÁRIO: Agente que cura feridas, favorecendo a cicatrização.

Continue lendo este post

workshop RIOFLOR APRENDENDO A USAR OS FLORAIS DE S.GERMAIN NA ONCOLOGIA

POR ROSANGELA VECCHI BITTAR

O nosso workshop foi muito bom, fruto do meu trabalho com pacientes com câncer e seus familiares, onde se inclui minha pesquisa qualitativa já concluída, o programa foi o seguinte:
Programa Workshop: Uso dos Florais de Saint Germain na Oncologia

Facilitadadora Mestre Habilitada Rosangela Vecchi Bittar

69216_484097838334646_1550593149_n1012200_484097758334654_394380324_n382559_484098145001282_2060236940_n1000465_484098105001286_1711761732_n

Introdução ao tema (A Terapia Floral, Conceito de Qualidade de Vida pela OMS, itens abordados pela OMS na avaliação da qualidade de vida; conceito do câncer; Fatores de Risco); Os florais e o Câncer.

A pessoa e a doença: o que ocorre acontece com o paciente Oncológico durante o tratamento (a pessoas e as emoções; o paciente, a pesquisa qualitativa intitulada: “A Terapia Floral no Cuidado a pacientes portadores de Câncer na Clínica de Oncologia”, Registro no Sisnep Fr. n.º 211286 Registro CEP/CCS/UFPE n.º 289/08 Ministério da Saúde e devidamente aprovado pelo Comitê de Ética envolvendo seres humanos do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Pernambuco.

Expressões faladas durante a pesquisa antes e depois da ingestão dos florais.
Principais benefícios para a pessoa com câncer
O pacientes – alguns comportamentos; Atitude desejada
Os Florais de SGM na Oncologia, em quanto tempo se tem resultados, recomendação de uso, argumentação para atendimento com as essências florais junto a equipe médica.
Demonstrativo dos atendimentos com Terapia Floral de nov/2008 a maio/2009 durante pesquisa qualitativa.
As essências florais como suporte ao tratamento oncológico: apresentação das essências florais de SGM direcionadas para o atendimento oncológico.
Como fazer uma formulação
Exercício – ficha de sugestão anamnese
As etapas do tratamento: Radioterapia, a Quimioterapia efeitos colaterais as essências florais.
Essências Florais e Fórmulas dos Florais de SG para Dor Oncológica; A Fadiga; A Insônia; Enjoo; Autoestima, Procedimento Cirúrgico etc…; Depressão; Medos diversos.
Os florais na clinica de curados; Cuidados Paliativos ( Metástase hepática, cerebral e coluna); Procedimento cirúrgico; Autoestima; Depressão; etc.;
Os florais no evento luto suas etapas – discussão e estudo de caso.
O câncer de mama fatores de risco, o companheiro e as essências florais, casos.
Fórmulas desenvolvidas em pesquisa no atendimento clínico com essências florais apresentadas no decorrer da apresentação para os problemas identificados durante todas as fases de tratamento.
Segue abaixo alguns comentário sobre o mesmo.

Eliene Fonseca (Practioner de SG – RJ) “Maravilhosa experiência da Rosangela. Obrigada por compartilhar conosco… foi 10 !!!! O trabalho é lindo a própria essência da luz! Um grande abraço !!”

Graça Caetano: “Ensinamentos valiosos!!!!!!!!Parabéns!!!! Rosangela Vecchi Bittar”

“Gostei muito do curso! O material apresentado tem um ótimo conteúdo. A transmissão da prática clínica é um ponto fundamental para absorção e aplicação do aluno. Grata pelos ensinamentos! ”

Angela Girão: ” Importantíssimo rever os sistemas florais sob determinado ângulo novo, especialmente se este é embasado em experiências reais e comprovações.

Sou muito grata a sua capacidade de pesquisa e generosidade em compartilhar conosco terapeutas., através de seus livros e curso como este.

A humanidade sofrida agradece seu legado que ajuda na transição no limiar desta nova era que recém adentramos”.

Helena Rebelo: “Este curso será com certeza de grande valia para mim, não só pela riqueza de informações (eu não poderia supor que todas essas essências seriam tão próprias para um tratamento tão específico como a Oncologia) mas principalmente pelo cuidado e pela atenção que podemos perceber que existe no atendimento e isto é uma coisa que precisamos sempre aprender. Talvez a única observação que desejo fazer a respeito do tempo, que acaba ficando corrido demais. Justamente porque queremos ouvir mais sobre os diversos exemplos, casos apresentados. Agradeço muito esta oportunidade maravilhosa, fique à vontade para usar o depoimento. Continue esse seu trabalho tão importante. Um abraço,”

Continue lendo este post

Workshop Terapia Floral no Alzheimer e na Oncologia em Portugal

É com grande alegria que estarei ministrando workshop em outubro em Portugal com a graça de Deus e bênçãos de Nossa Senhora de Fátima!!!

Primeiramente em Lisboa dias 05 e 06 de outubro

Depois no Porto dias 12 e 13 de outubro.

Abordando em 1 dia as essências flroais do Sistmea Saint Germain na Oncologia e no segundo dia
na Demência de Alzheimer.

Vejam o banner. Participem!!!

Informações sobre o Evento - leiam!!

Informações sobre o Evento – leiam!!

Continue lendo este post

Curso do Sistema Floral de Saint Germain em Recife

Curso : Uso Prático do Sistema Floral de Saint Germain – SG

DATA dias 24 e 25 de agosto de 2013

Professora: Mestre Habilitada pelo Sistema Floral SG Rosangela Vecchi Bittar
Local: Boa Viagem Recife Pernambuco

Maiores informações pelo telefone (81) 8843-0584
email: rosangela.bittar@globo.com
Forma de pagto; depósito bancário confirmado.
Material: certificado do sistema floral e apostila.
Valor do Curso á vista R$ 350,00
ou em duas parcelas de R$ 190,00
Reciclagem R$ 240,00
Programa Curso Básico Uso Prático do Sistema Floral de SG
– História da Terapia Floral – Bach – Os Sistemas Florais e o Sistema de Saint Germain e sua criadora.
– O que são essências florais e sua atuação. Conceitos básicos.
– Como se faz uma essência floral?
– Como se manipula o vidro de uso final.
– Comentário sobre a Portaria 971 das Práticas Complementares no SUS
– As Essências Florais do Sistema Floral de Saint Germain e atuação de cada uma.
– Sugestão de anamnese
– Exercício prático de anamnese em sala de aula.
– Avaliação do curso.
DSC00159DSC00121

Continue lendo este post