Home » Artigo » O óleo de Copaíba

Autora: Rosangela Vecchi Bittar
para cursos acesse: http://pensandonatural.com.br/categoria-produto/cursos/
para compra de livros: http://pensandonatural.com.br/categoria-produto/livros/

Nome do produto: Óleo de Copaíba Bálsamo
Nome INCI: Copaifera Officinalis Resin
Nome científico: Copaifera Officinalis
Nome em inglês e francês: copaiba balsam / baume de copahu
Origem: Brasil
Extração: retirada direto do tronco da árvore
Descrição: líquido amarelo a marrom, de odor doce, agradável, característico
composição química: Quimicamente, o óleo-resina de copaíba é uma solução de ácidos diterpênicos, em um óleo essencial constituído por sesquiterpenos. O composto sesquiterpeno é dividido em oxigenados e hidrocarbonetos.

AÇÃO E INDICAÇÃO:

Em uso externo auxilia no tratamento de caspa, dermatite, urticária, psoríase e ulcerações no couro cabeludo.

Antisséptico, antiinflamatório, antimicrobiano, cicatrizante; para as vias respiratórias, como antiasmático, expectorante,é um óleo versátil para uso cosmético e farmacêutico. Está em estudo seu potencial para combater lesões neurológicas. Ação diurética, laxante,antitetânico, antisséptico do aparelho urinário,e na medicina popular é indicada para dores localizadas.

TOXICIDADE E EFEITOS COLATERAIS:
A eliminação do óleo de copaíba do organismo humano é feita pelos pulmões, rins,
glândulas sebáceas e sudoríparas. Em grandes quantidades, ele pode provocar efeitos colaterais como irritações gastrointestinais,vômitos, náuseas, sialorréia, diarreia e depressão.

Comentário:
O uso das ervas e óleos naturais para a cura de doenças é comum no estado do Pará. No mercado do Ver-o-Peso, onde facilmente são encontrados os produtos da Amazônia, a procura é grande. E a copaíba é uma das mais vendidas.

Nas fábricas de cosméticos, a copaíba é matéria-prima para muitos produtos. São sabonetes, shampoos, cremes para a pele… tudo feito à base do composto natural. O óleo de copaíba é retirado do caule da copaibeira. A árvore atinge mais de 30 metros de altura, e começa a produzir óleo na fase adulta, 30 anos depois de plantada.

O uso do óleo de copaíba para curar inflamações já foi provado em estudos científicos. Mas pesquisadores da Universidade Federal do Pará foram além. Começaram a estudar se a copaíba também pode amenizar os efeitos de doenças neurológicas, aquelas que afetam o sistema nervoso.

A ideia da pesquisa foi do biólogo Adriano Guimarães, que iniciou os estudos da cura de doenças através das ervas amazônicas, até chegar na copaíba. A pesquisa foi feita em ratos, que foram divididos em dois grupos. Em cada animal, foi injetada uma substância que causa lesão no sistema nervoso, semelhante a um acidente vascular cerebral. Nos ratos que receberam tratamento com óleo de copaíba, os pesquisadores verificaram que a inflamação diminuiu e que o sistema nervoso desenvolveu proteção contra a lesão. O resultado animou os pesquisadores.

Os testes devem continuar. O próximo passo é fazer experiências em primatas, e depois em humanos. O que os pesquisadores querem descobrir agora é que substância da copaíba causa o efeito no sistema nervoso. Mesmo assim, o teste em ratos de laboratório já é considerado um avanço na recuperação de pacientes com doenças neurológicas.

Rosangela Vecchi Bittar 

Querem aprender mais? Façam meu cursos disponíveis neste site no item eventos.

Quer comprar meus livros? estão disponíveis na loja deste site.

http://pensandonatural.com.br/categoria-produto/livros/

Para adquirir cursos pelo pagseguro: http://pensandonatural.com.br/categoria-produto/cursos/

Relação de cursos, em eventos: http://pensandonatural.com.br/eventos/

Namastê!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *